BDSM

Fotos pornôs da vovó fecham o sexo

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

Milf japonesa sofia rosa nude
vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

vovó fotos sexo fecham o da pornôs

Durante os anos 60 e 70, Peter de Rome fez quase filmes, a maioria só de brincadeira. Esses filmes mostravam homens — incluindo ele mesmo — se masturbando, transando, chupando, metendo e se divertindo pra cacete. Tudo isso rendeu ao Peter o apelido de "Vovô do Pornô Gay". O senhor de 87 anos é considerado um cara "bem legal, de verdade" e seu amigo Ethan Reid recentemente fez um filme sobre sua vida e obra para ajudar o Peter a celebrar o sublime que existe dentro da comunidade de arte-pornô.

Assista ao trailer abaixo:. Nos encontramos num quarto de hotel em Covent Garden, Londres. Reparei que a fechadura da porta estava quebrada. Peter contou que "tomou muito vinho" na noite anterior e, de algum jeito, acabou quebrando a porta. O cara é incrivelmente legal. VICE: Como você começou a fazer filmes? Peter de Rome: Bom, comprei uma câmera quando viajei para o sul [dos EUA] para trabalhar pelos direitos civis em Eram filmes de arte.

Isso enquanto você estava trabalhando com o movimento dos direitos civis? Entrei para o teatro Free Southern. Eles tentavam levar o drama para as pessoas de todo o sul dos Estados Unidos. Fizemos até Esperando Godot com cara branca. Caras negros com maquiagem branca na cara?

Seus filmes têm sido descritos como metade ajuda masturbatória e metade filmes de arte. Qual foi a ideia inicial, o que você buscava criar? E de algum jeito queria colocar gente nua nos filmes.

Mandei isso para Kodak e felizmente eles mandaram de volta. Você chegou a perder algum filme na Kodak? Tinha muita pornografia rolando na época para quem quisesse achar? Garganta Profunda foi o grande avanço, acho, e achei esse filme uma bela merda. Mas você os passava nas festas para os seus amigos. Como era isso? Geralmente eles diziam: "Podemos ver suas fotografias? Isso porque eu tinha muita coisa impressa. Um filme que ficou na minha cabeça foi Underground , com o hippie e o homem de negócios fazendo sexo no metrô.

O que inspirou esse filme? Foi uma coisa que aconteceu comigo e com muitas pessoas que usam o metrô. Quando estava lotado, todo tipo de coisa podia acontecer. Tive tantos encontros no metrô. A ideia toda era ver até aonde a gente conseguia levar isso.

Se isso é uma fantasia, que fantasia seria? A do hippie ou do homem de negócios? Os dois, acho. Como foi filmar isso? No final, temos toda a cena de sexo tarde da noite e no começo da madrugada. Você viu aquele cara? O cara no canto. Adorei usar ele. Achei isso muito engraçado. Quanto tempo levou para filmar? E a gente disse: "Nos perdemos, temos que pegar o trem F". Os dois rapazes vieram de Boston.

Mas como vamos convencer os caras? Os dois estavam ouvindo e disseram: "Que ideia maravilhosa, vamos fazer sim". Você escalava pessoas do seu círculo pessoal com frequência? Às vezes. Na maioria das vezes os pegava na rua. Sua cabeça fica girando enquanto ele olha para todos esses garotos bonitos. Um garoto chega e eles começam a transar e depois outro, e outro, e aí tem um fila de garotos do lado de fora do escritório dele esperando para entrar. Ele era um michê da 3rd Avenue, que ficava perto de onde eu morava.

E ele disse: "Claro". Fiquei superfeliz quando ele voltou da Kodak. É um dos primeiros e me incentivou a fazer os mais longos, com dez até 12 minutos. Quando mostrava os filmes, costumava levar meu projetor e um tocador de fita cassete.

Como foi vê-los enquanto estava trabalhando no Fragments? Deve ter sido uma época realmente divertida para se viver. Era uma época selvagem, exuberante. Aí vi um cara negro fechando as janelas de uma escola e e achei ele lindo. Ele era muito lindo, o zelador negro da escola, e eu disse: "Que horas você sai? Voltei depois e o levei para casa. É, muito inocente mesmo, tudo mudou. Primeiro as pessoas começaram a pegar amebas.

Mas isso é considerado coisa simples, todo mundo queria ir além. Aí eles começaram a chamar isso de "câncer gay" e as pessoas começaram a comentar. Você sente uma camaradagem com as gerações de homens gays que nasceram depois disso? Sim, foi uma época terrível, perdi pelo menos uns 25 amigos desse jeito. Eles têm um nome para isso — "bareback". Você concorda com isso?

A cena gay mudou consideravelmente hoje, eles mostraram o dedo para milhões de pessoas. Nunca fui a um protesto gay. Admito que assisti paradas gays e outras coisas e gostei muito, mas nunca fiz parte de um protesto.

Acredito e senti, certamente, que deveríamos ser aceitos. É bom ouvir isso. Acho que como era solteiro, só tinha que pensar em mim mesmo. Considerava o meu tempo de serviço como uma chance de me divertir.

E foi isso mesmo. Conheci um americano incrível e tive um caso maravilhoso com ele, e foi isso. Mesmo que sejam em parte acidentais, porque isso é parte de mim. Foi feito nos anos 50 e é sobre dois prisioneiros e suas fantasias, você vê um personagem numa cela e o outro na outra, e as coisas que eles passam. É um filme gay maravilhoso. Sem nenhuma cena de sexo. Esse filme me influenciou mais que qualquer coisa, e Cocteau, suas peças e a maneira como ele filmava — sou um grande admirador do trabalho dele Ah, oi.

Vídeo Portugal. This story is over 5 years old. O Avô do Pornô Gay. Esses filmes mostravam homens — incluindo ele mesmo. Por Joshua Haddow.

6 Comment

  • Morena sentada na arquibancada tem seu upskirt filmada de calcinha. Mulher andar a lavar roupa. Era uma época selvagem, exuberante. Às vezes. Peter de Rome: Bom, comprei uma câmera quando viajei para o sul [dos EUA] para trabalhar pelos direitos civis em Eles tentavam levar o drama para as pessoas de todo o sul dos Estados Unidos.
  • Impressionante menina de calcinha apertada se senta na cara do namorado. Um filme que ficou na minha cabeça foi Underground , com o hippie e o homem de negócios fazendo sexo no metrô. Ela gosta de calcinha. Madrasta Boazona apanhou o enteado a masturbar-se com as cuecas. Compila o de calcinhas meladinhas. Quando mostrava os filmes, costumava levar meu projetor e um tocador de fita cassete. Menina de calcinha com mamas naturais.

Leave a Comment

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google